Dosimetria de Ruído: A importância dela para o ambiente de trabalho

dosimetria de ruído

Parte da NR15, a dosimetria de ruído vem para evitar diversos problemas de saúde relacionados ao excesso de barulho no ambiente ocupacional

 

dosimetria de ruído

 

Que o ambiente de trabalho tem se tornado cada vez mais automatizado, não podemos negar e com isso os barulhos também aumentaram, o que tornou a dosimetria de ruído cada vez mais necessária dentro das empresas.

Sua importância está ligada diretamente a saúde e segurança do colaborador.

Por isso, através desse conteúdo nós decidimos falar um pouco mais sobre ela, assim como reforçar sua importância dentro do ambiente ocupacional.

Quer saber se ela é obrigatória e por que é tão importante? Então continue a leitura.

 

Aqui você vai descobrir:

  • O que é Dosimetria de Ruído, afinal?
  • Como realizá-la dentro do ambiente de trabalho?
  • A importância da dosimetria de ruído para as empresas

 

O que é Dosimetria de Ruído, afinal?

 

A Dosimetria de Ruído foi desenvolvida de modo a identificar e qualificar a magnitude do risco físico ao ruído dentro dos ambientes ocupacionais.

Ela é considerada uma análise de ruído e acontece através do dosímetro, um aparelho capaz de medir o nível de ruídos de um ambiente.

O aparelho é carregado pelo próprio funcionário durante um período a fim de coletar informações sobre o ambiente.

Uma vez coletado, os dados registrados são capazes de identificar possíveis riscos e de exposição.

Dessa forma os dados permitem também que a equipe de trabalho desenvolva ações para minimizá-los.

 

Como realizá-la dentro do ambiente de trabalho?

 

Como vimos acima, a análise acontece através do dosímetro, um aparelho capaz de fazer a medição do ruído do ambiente.

O aparelho é carregado pelo próprio colaborador durante a análise e é capaz de medir a exposição ao ruído em diferentes fases.

Vale lembrar, que antes de fazer a medição é importante que a equipe de segurança do trabalho tenha em mente o objetivo da análise.

Ou seja, a realize para saber se pode evitar perdas auditivas ou transtornos psicológicos, assim como identificar a poluição sonora dentro do ambiente de trabalho.

Antes de realizar a dosimetria de ruído também é importante regular o dosímetro através de um calibrador acústico para ter eficiência na aferição.

Outro ponto importante é ficar atento ao:

  • Tipo de padrão temporal do ruído, ou seja, se ele será realizado de forma contínua ou variável.
  • As características do ambiente, onde as fontes dos ruídos, assim como os horários e a localização das pessoas passam a fazer parte da análise.

Todas essas informações são importantíssimas para saber se os limites estão sendo extrapolados e o que fazer para evitar a exposição no final.

 

A importância da dosimetria de ruído para as empresas

 

Agora que já entendemos o que é uma dosimetria de ruído e como realizá-la, chegou a hora de entendermos de fato a sua importância para o ambiente ocupacional.

A perda auditiva no ambiente de trabalho corresponde a 30 a 35% dos casos de doenças ocupacionais segundo a Sociedade Brasileira de Otologia (SBO) e é por isso que ela é importante.

Ao analisar a exposição de seus colaboradores, as empresas obtêm ganhos expressivos na qualidade de vida das pessoas assim como no aumento da sua produtividade e diminuição dos afastamentos.

Os níveis de ruídos em excesso interferem na saúde auditiva e também na saúde mental, onde acidentes ocupacionais podem acontecer.

Além disso, conforme a NR15 o máximo de ruído permitido dentro do ambiente de trabalho é 85 dB em uma jornada de trabalho de 8 horas, sendo assim a dosimetria de ruído é obrigatória para garantir a saúde do trabalhador.

 

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Converse com a nossa equipe especializada!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Open chat
Posso Ajudar?