O que é o PAE?

PAE

 

Garantir a segurança dos colaboradores e de todos que transitam pela empresa é essencial. Parte da segurança vem do PAE – Plano de Ação de Emergência. Ou seja, um plano elaborado para ser executado caso ocorra uma situação como esta. 

 

Com foco em explicar melhor o assunto. Assim como trazer seus principais benefícios, criamos esse post. Aqui você confere o que é PAE e quando deve ser colocado em ação. Assim como os principais benefícios de investir nele para o ambiente ocupacional. Acompanhe. 

 

Afinal, o que é o PAE – Plano de Ação de Emergência?

 

Para quem ainda não sabe, o PAE – Plano de Ação de Emergência é um plano que traz todas as medidas necessárias para atender emergências.  Ele faz parte da NBR 15 219. 

 

O mesmo tem como foco estabelecer estratégias e procedimentos para o controle da situação. Além disso, analisa os riscos inerentes a cada ponto para neutralizar ou minimizar as consequências de acidentes no futuro. 

 

Quando ele precisa ser implementado?

 

Outro ponto importante a dizer é que ele é um documento obrigatório por lei. Ou seja, você ou sua empresa precisa ter um plano emergencial, assim como o mesmo precisar ser atualizado anualmente pela equipe de segurança do trabalho.

 

Quais os objetivos do PAE? 

 

Dentre os objetivos do PAE está o ato de treinar, organizar e planejar as ações necessárias para controle e combate de emergências no ambiente ocupacional. Assim como encontrar opções preventivas.

 

O plano envolve:

 

  • Orientar e capacitar os colaboradores sobre o atendimento de emergência;
  • Desenvolver procedimentos técnicos com base na legislação;
  • Auxiliar para que o processo aconteça com Agilidade, Rapidez e Eficiência;
  • Analisar o ambiente de forma preventiva. Tudo para eliminar possíveis emergências, assim como evitar seu impacto negativo sobre a sociedade. 

 

 Quando seu uso acontece?

 

Já dentre as emergências que o PAE pode contribuir estão:

 

  • Incêndios;
  • Explosões;
  • Vazamentos;
  • Fenômenos Naturais;
  • Acidentes com Máquinas ou outros equipamentos.

 

Vale destacar que todas as medidas de segurança e de ação para cada tipo de emergência devem ser descritas. Assim como os profissionais que irão colocá-la em prática na empresa. 

 

PAE e suas vantagens

 

Já se você está se perguntando sobre as vantagens do PAE vale destacar que o plano de ação tem um papel importante: salvar vidas. 

 

Ao desenvolvê-lo na empresa, a mesma:

 

  • Fica na lei trabalhista visto que cumpre com suas obrigações;
  • Evita ou minimiza emergências graves e com grandes impactos negativos;
  • Contribui para a construção de uma boa imagem perante a sociedade visto que permite que seus colaboradores e usuários permaneçam seguros. 

 

O PAE é igual para todas as empresas? 

 

Já se a dúvida corresponde ao desenvolvimento do PAE saiba que não! O mesmo não conta com um modelo pronto, portanto não é igual para todas as pessoas. Vale destacar que o mesmo deve ser desenvolvido conforme o ambiente ocupacional inserido. O documento deve ser personalizado conforme a área de atuação e abrangência.

 

Normalmente sua estrutura leva em considerações dados importantes como descrição das instalações envolvidas. Assim como cenários acidentais, área de abrangência e suas limitações. Além disso, entram para o plano também questões como estrutura organizacional, fluxograma de acionamento, ações de resposta, e por fim a divulgação e implementação das ações de controle.

 

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? 

 

Converse diretamente com a equipe especializada da MedVitae

 

Leia também:

 

GRO – Quais os objetivos? 

 

NR 5 – O que mudou? 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Posso Ajudar?