Falta de Treinamento está entre as causas de acidentes de trabalho

Saiba por que focar na prevenção de acidentes de trabalho com uso de EPIs e treinamento faz diferença

falta de treinamento

Infelizmente a falta de treinamento e de EPIs ainda estão entre as principais causas de acidentes de trabalho e precisamos falar sobre isso. 

Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), por exemplo, mostram que o Brasil é o segundo no ranking G20 de mortalidade por esse tipo de acidente, onde seis óbitos são registrados a cada 100 mil empregos. 

Investir em prevenção está cada vez mais necessário para reduzir esses casos e assim neste post decidimos falar sobre  porque a falta de treinamento e de EPIs estão entre as principais causas. Vem ver! 

 

Aqui você vai descobrir:

  • A importância do treinamento para reduzir os acidentes de trabalho;
  • O uso do EPI de forma correta;
  • Por que a falta de treinamento e uso do EPI são as maiores causas de acidentes?

 

A importância do treinamento para reduzir os acidentes de trabalho

 

A falta de treinamento está intimamente ligada aos acidentes de trabalho. 

As normas regulamentadoras impostas pelo Ministério do Trabalho reforçam a importância do treinamento para o desenvolvimento das atividades ocupacionais envolvidas. 

Quando não se tem ideia dos procedimentos a serem seguidos, as chances de algum acidente acontecer são inevitáveis. 

A NR35, responsável pelo trabalho em altura, é uma das que exige o treinamento, pois as quedas são muito comuns quando não se sabe que tipo de equipamento de segurança individual ou coletivo usar, ou então o que fazer numa operação de resgate por exemplo. 

Se você não sabia, acredite! Todas essas informações podem ser adquiridas pelo treinamento e deixam o profissional apto a agir de forma segura quando acontece, ou então a evitar possíveis acidentes fatais. 

 

O uso do EPI de forma correta

 

E se tem uma coisa que o treinamento também faz é fazer você usar o EPI de forma correta! 

Através do conhecimento repassado pelos ensinamentos dos cursos é que grande parte dos colaboradores tem ideia do que é um equipamento individual ou coletivo de segurança.

Além dela, você também consegue ter uma base importante de como colocá-lo, quando colocá-lo, quais devem ser utilizados para a atividade escolhida e o tempo útil de vida de cada um. 

Afinal, cada função hoje exige um EPI diferente, para que a segurança seja realmente alcançada. 

Usar o EPI de forma errada pode colocar sua vida em risco, por isso o ideal é sempre seguir as recomendações repassadas pelos profissionais de segurança no trabalho, assim como do fabricante do próprio equipamento. 

 

Por que a falta de treinamento e uso do EPI são as maiores causas de acidentes?

 

Como vimos acima, o treinamento tem um papel importante na formação do profissional quando se fala em segurança e saúde no trabalho. 

Muitas empresas ainda não investem na área como devem e não dão o suporte para que os procedimentos adequados sejam realizados. 

Os principais acidentes nas empresas envolvem queda, uso de materiais perigosos, máquinas sem proteção e choque elétrico segundo o ministério do trabalho.

Todas essas situações envolvem treinamento obrigatório, assim como normas de utilização do EPI em que em muitos casos de acidentes acabam sendo negligenciados. 

Os riscos se tornam cada vez maiores quando treinamentos e uso correto do EPI passam a ser valorizados pelas empresas. 

 

Quer tornar sua empresa mais eficiente em segurança? Converse com a nossa equipe clicando aqui

 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Open chat
Posso Ajudar?